October 17, 2019

October 3, 2019

August 21, 2019

August 7, 2019

Please reload

Posts Recentes

Bolsonaro é citado em caso Marielle e investigação pode ir ao STF, diz Jornal Nacional.

October 30, 2019

 

O nome do presidente Jair Bolsonaro foi citado em documentos da investigação do caso Marielle Franco. A Polícia Civil do Rio de Janeiro teve acesso ao livro de visitas do condomínio Vivendas da Barra, na Zona Oeste carioca, onde o presidente mora, assim como o policial militar Ronnie Lessa, acusado de ser autor dos disparos contra a vereadora em março de 2018.

 

De acordo com o Jornal Nacional desta terça (29), no dia do crime, em 14 de março de 2018, Elcio Queiroz, outro envolvido no crime, teria anunciado que iria à casa 58, de Bolsonaro, mas foi à 65, de Lessa. Menção ao presidente pode fazer com que o inquérito siga para o STF (Supremo Tribunal Federal). 

 

A reportagem desta terça aponta que, em dois depoimentos, o porteiro reiterou ter interfonado para a casa 58 e que identificou alguém “com a voz do Seu Jair”. O JN destaca que a guarita do condomínio Vivendas da Barra grava as conversas da portaria e tenta, agora, recuperar as informações da data. No mesmo dia, contudo, reportagem aponta que Bolsonaro estava em Brasília.

O JN também procurou o advogado do presidente, Frederick Wassef, para quem a menção do nome do cliente em depoimentos tem o intuito de “atingir a imagem” do mandatário. E desafiou a qualquer um no Brasil a comprovar o contrário. Disse ainda que o depoimento trata-se de “falso testemunho”. 

 

A resposta do presidente à menção no caso Marielle

 

Bolsonaro, que está na Arábia Saudita em visita oficial, entrou ao vivo pelo Facebook às três horas da manhã do horário local. Durante transmissão, o presidente mostrou descontrole, falou palavrões e, em momentos de fúria, afirmou que a TV Globo tenta atacar sua imagem e disse que não renovará sua concessão. Ele também acusou o governador fluminense, Wilson Witzel, de ter sido o responsável pelo vazamento da informação contida no inquérito.

 

“Vocês vão renovar a concessão em 2022, não vou persegui-los, mas o processo tem que estar limpo. Se não estiver limpo, não tem concessão da renovação de vocês. Vocês apostaram em me derrubar no primeiro ano e não conseguiram”, disse, sobre a TV Globo. “O senhor [Wilson Witzel] só se elegeu governador porque ficou o tempo todo colado com o Flávio, meu filho”.

 

Bolsonaro ainda questionou: “Qual a intenção de desgastar o governo federal? O que vocês ganham com um governo fraco?” E continuou: “Qual a intenção de vocês? O orgasmo da TV Globo é ver alguém preso? Eu seguro a onda. Eu tenho imensa responsabilidade. Eu tenho compromisso. Apesar da imprensa porca, nojenta, canalha, imoral.”

 

Ainda na noite de ontem, Bolsonaro concedeu uma entrevista à TV Record. Nela, voltou a acusar o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC-RJ) de ter vazado as informações sobre o depoimento do porteiro e disse há uma tentativa de criar uma cortina de fumaça para encobrir a real autoria do crime.

 

O caso Marielle Franco

 

A vereadora foi assassinada junto com seu motorista, Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro, após sair de um evento público. A investigação está sob sigilo e as principais linhas de apuração apontam para a participação de milícias ou, ainda, para um crime político.

 

Até o momento, dois suspeitos de envolvimento no crime foram detidos, mas os motivos dos assassinatos não foram esclarecidos. O sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa e o ex-PM Elcio Vieira de Queiroz foram presos em março de 2019 por envolvimento no crime.

 

Mulher negra, nascida na Favela da Maré, lésbica e defensora dos direitos humanos, Marielle foi a 5ª vereadora mais votada do Rio em 2016. Ela denunciava abusos da Polícia Militar, atendia vítimas da milícia e dava apoio a policiais vitimados pela violência no Rio e às suas famílias.

 

 

Acesse: www.huffpostbrasil.com

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Localização

Jundiaí, SP -  Av. 9 de Julho, 3405 - Sala 618

Jd. Paulista - Cep 13208-056  (Mapa abaixo)

   (11) 97452.2193

São Paulo, SP -  Av. Angélica 1996,

sl. 802 . Edificio Philadelphia - Higienópolis

Cep 01228-200